Estado presta serviços na Ação Global

O Governo do Estado participou, no sábado (30), da 22ª edição da Ação Global Nacional, realizada no campus do Bacanga, da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), em São Luís. Este ano, o tema foi “Qualidade de Vida em Saúde e Segurança do Trabalho”. A Ação Global é realizada anualmente pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) em parceria com a Rede Globo.

Entre os serviços oferecidos pelo poder público estadual, a emissão de documentos, orientações sobre direitos humanos, informações sobre os direitos do consumidor, orientação em segurança alimentar e nutricional e ações do Cine Juventude.

Ação Global 2015
Prestação de serviços de orientação em segurança alimentar e nutricional.
As secretarias de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), Extraordinária de Juventude (Seejuv), Trabalho e Economia Solidária (Setres), Igualdade Racial (Seir), Saúde (SES), Cultura (Secma) e a de Desenvolvimento Social (Sedes) foram alguns dos órgãos que desenvolveram ações durante o evento. O Viva Cidadão e a Gerência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), vinculados à Sedihpop, também estiveram presentes.

A Sedihpop levou informações sobre o combate ao trabalho escravo, ao tráfico de pessoas e à tortura e exploração sexual de crianças e adolescentes. Orientações sobre a importância do registro de nascimento também foram oferecidas a quem visitou o stand da secretaria.

Para o secretário-adjunto de Direitos Humanos, Igor Almeida, a Sedihpop conseguiu alcançar muitas pessoas e desenvolver um trabalho informativo. “Estivemos perto da população e é assim que estamos trabalhando, desenvolvendo um trabalho de defesa dos direitos dos cidadãos”, disse.

Já o “Cine Juventude”, realizado pela Seejuv, possibilitou à cerca de 200 jovens e adolescentes o acesso a sessões de cinema com filmes temáticos sobre questões sociais, como violência e oportunidades de vida. Foram oito sessões com a participação média de 20 a 25 pessoas em cada uma.

Para a secretária Tatiana Pereira, a ação foi uma forma de o Governo do Estado, levar cultura associada a um debate social ao público jovem. “O governo Flávio Dino deixou uma marca positiva na mente de centenas de jovens que participaram das sessões do Cine Juventude. Os filmes, com certeza, aguçaram a mente de cada um a refletir sobre o seu dia-a-dia. Oferecemos oportunidade para que os jovens discutam seus direitos”, comentou.

Pelo Viva Cidadão, foram realizados mais de 100 atendimentos. A manicure Magna Gomes, 35 anos, aproveitou a oportunidade para tirar seus documentos. “Fiz de tudo para conseguir vir aqui e tirar meu CPF e meu RG. Essa documentação é muito importante para mim”, afirmou. Assim como Magna Gomes, os maranhenses puderam também ter acesso aos serviços oferecidos pelo Viva Cidadão e pela secretaria de Estado de Trabalho e Economia Solidária (Setres) que ofereceu serviços como: emissão de carteira de trabalho, cadastro no SINE e no programa ‘Jovem Aprendiz’, além de mesas de economia solidária com objetos e instrumentos de artesanato genuinamente maranhense.

Outras secretarias também apresentaram ações importantes no evento. A secretaria de Estado de Igualdade Racial, por exemplo, ofereceu três oficinas à população: oficina de tranças afro, oficina de tambor de crioula e oficina de maquiagem. Já a secretaria de Estado da Cultura integrou a Ação Social com carro-biblioteca, além do monólogo ‘Carta de 2070’ e apresentações culturais como tambor de crioula e bumba-meu-boi.

Segurança Alimentar

A Sedes prestou serviços de orientação em segurança alimentar e nutricional. Para a secretária adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional, Lourvidia Caldas, o trabalho contribuiu com a difusão da política de segurança alimentar desenvolvida pelo Governo do Estado.

“A população recebeu informações sobre seu estado nutricional e sobre os alimentos que podem ser reaproveitados por terem nutrientes importantes para a saúde. Demonstramos às pessoas que é possível se alimentar de forma saudável e adequada, reaproveitando, por exemplo, talos e folhas, que normalmente são descartados nas nossas refeições diárias”, explicou Lourvidia Caldas.

Segundo a nutricionista Wilma Ramalho, as pessoas foram orientadas a usarem os alimentos de forma correta para que tenham melhor qualidade de vida. “Identificamos patologias como obesidade e hipertensão, apenas por meio da aferição de pressão e da verificação do peso e da circunferência de cintura e informamos sobre como se deve proceder para tratar desses problemas”.

A marisqueira Andrelina Carvalho, de 42 anos, descobriu, durante o atendimento, que é pré-diabética. Ela recebeu orientação nutricional para tratar e evitar a chegada definitiva da doença. “Aprendi a me alimentar melhor e economizar”, afirmou. A Sedes realizou ainda medições peso, altura e circunferência da cintura e aferição da pressão arterial.

Blog dos Leões

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger