Galeria Trapiche sedia oficina de restauração e confecção

Sustentabilidade e geração de emprego e renda para jovens da área do Centro Histórico. Este é o objetivo da Oficina de Reciclagem, com restauro e confecção de móveis rústicos, que começa na próxima terça-feira (1º), às 15h, na Galeria Trapiche Santo Ângelo (Avenida Vitorino Freire, s/n, em frente ao Terminal de Integração da Praia Grande). A iniciativa é uma parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Galeria Trapiche, com a Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB) – Convento das Mercês.
Galeria Trapiche recebe jovens do Centro Histórico. Foto: Blog da FunC
As inscrições estão abertas na sede da Galeria Trapiche, no horário das 9h às 19h, e tem com público-alvo jovens moradores da área do Centro Histórico em situação de vulnerabilidade social, a partir dos 15 anos de idade. A oficina será permanente e acontecerá diariamente, de segunda a sexta-feira, das 14h às 17h, com rodízio de turmas. A capacitação conta com a coordenação do diretor da Galeria Trapiche, Paulo Melo Sousa, e com o artista visual João da Mata, premiado no Salão de Artes Visuais de São Luís, nas edições de 2013 e 2014, como facilitador.

Além da geração de emprego e renda para os jovens participantes, a oficina de reciclagem também visa chamar a atenção para a questão da sustentabilidade ambiental e a preocupação com a finitude dos recursos naturais. O uso do material reciclado como prática consciente de buscar novos modos de produção artesanal no mercado do design e decoração faz parte da educação ambiental a qual a oficina também se propõe.

"Uma pesquisa realizada pela empresa global de consultoria de negócios, a Bain & Company, revelou que trabalhadores de países emergentes, como o Brasil, estão mais preocupados com políticas de sustentabilidade do que os profissionais de países desenvolvidos. Uma das formas de colocar em prática a sustentabilidade já vem sendo realizada de forma sistemática há muitos anos, em nosso país: É a criação de móveis rústicos para interiores de casas e apartamentos a partir de materiais reciclados, que seriam, em outros momentos, destinados ao lixo", informa o diretor da Galeria Trapiche Santo Ângelo, o designer, escritor, jornalista e pesquisador de cultura popular, Paulo Melo Sousa.

É cada vez mais comum a criação de móveis a partir de madeira de demolição (sobras que seriam descartadas), garrafas pet, dentre outros produtos, alternativas que não prejudicam o meio ambiente. Ao mesmo tempo, a atividade de restauro de peças antigas também contribui de forma significativa para a preservação de recursos naturais, tais como a madeira, ao se evitar desmatamento, além de preservar peças raras, contribuindo para a manutenção de exemplares antigos e de beleza singular, assinaturas de uma época.

A oficina de reciclagem (restauro e confecção de móveis rústicos) visa não somente chamar a atenção para a questão da sustentabilidade ambiental, mas também pretende contribuir para despertar o interesse de artesãos, designers, marceneiros e da juventude maranhense por novas possibilidades no contexto do design, redesenho e criação de móveis a partir da prática da reciclagem.

A galeria promoverá, posteriormente, a exposição dos móveis restaurados e criados ao longo da oficina.

Sobre os facilitadores

O facilitador da oficina é José João da Silva Gomes, cujo nome artístico é João da Mata. O artista nasceu no dia 02 de junho de 1950 em São Vicente de Férrer. Participou da Feira de Artesanato no bairro da Vila Embratel, promovido pelo Governo do Estado do Maranhão, em 2009. Fez parte da exposição coletiva "Guarda Volume", promovido pela Galeria Trapiche Santo Ângelo, em 2013. No mesmo ano fez sua primeira Exposição individual: "Sente-se", realizada nessa galeria. Participou do 4º Salão de Artes Visuais de São Luís, sendo um dos artistas premiados, sendo selecionado no 5º Salão de Artes Visuais de São Luís, recebendo o prêmio do Júri Popular.

O Coordenador da oficina é o diretor da Galeria Trapiche, Paulo Melo Sousa. Formado em Desenho Industrial e em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA, possui Especialização em Linguística Aplicada ao Uso das Línguas Materna e Estrangeira e em Jornalismo Cultural (UFMA). É ainda Mestre em Ciências Sociais pela UFMA. Em 2012 foi agraciado pelo governo do Estado do Maranhão com a Medalha do Mérito Timbira, grau de Comendador do 4º Centenário, pelos relevantes serviços prestados à cultura maranhense. É membro fundador da Academia Ludovicense de Letras - ALL, tendo sido Diretor Cultural da Sociedade de Cultura Latina do Estado do Maranhão. O jornalista escreve no Jornal Pequeno (JP Turismo), de São Luís, abordando temas de jornalismo científico, turístico e cultural, e na Revista Cazumbá de Turismo.

Carolina Nahuz

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger