Abril: Cesta básica em Imperatriz e São Luís sobem abaixo da média

Em abril/2017 a alimentação básica ficou mais cara pela segunda vez consecutiva na cidade de Imperatriz-MA, de acordo com a Pesquisa da Cesta Básica de Alimentos (Tabela 1). A maior cidade do continente maranhense acompanhou a tendência nas demais capitais brasileira.

Conforme publicou a Agência Brasil, As maiores altas foram registradas em Porto Alegre (6,17%), Cuiabá (5,51%), Palmas (5,16%), Salvador (4,85%) e Boa Vista (4,71%). As menores elevações foram observadas em Goiânia (0,13%) e São Luís (0,35%). Os dados, divulgados, são da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, feita mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).


O custo total da Cesta Básica de Alimentos de Imperatriz (R$ 311,83), em abril/2017, ficou 0,84% maior que seu custo em março/2017 (R$ 309,24). Esta variação se deve ao fato de alguns produtos terem apresentado queda nos seus preços médios, enquanto outros apresentaram alta (Tabela 2).

Na segunda capital do Maranhão, como costuma repetir o governador do estado, Flávio Dino, o mordomo, ou seja, o culpado pela alta foi o tomate que subiu quase 8%. O leite longa vida e o óleo de soja também tiveram altas bem acima da média registrada para o mês.

O mocinho do filme do custo de vida em Imperatriz foi o café em pó que baixou mais de 5% e a mocinha, a banana que também diminuiu quase 4,5%.


Salário Mínimo Necessário

Com base na cesta mais cara dentre as das 27 capitais do Brasil, e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o Dieese estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário.

Aldeia Global TV recomenda:
Dez-2016: Saiu a cesta básica e o mínimo de Imperatriz
Jan-2017: Cesta básica sobe 0,97% em Imperatriz, farinha aumentou 11%
Fev-2017: Feijão desce 10%, farinha 4,7% e cesta básica cai 0,77% em Imperatriz
Mar-2017: Custo da Cesta Básica em Imperatriz

Aplicando-se a mesma metodologia de cálculo para a cidade de Imperatriz verifica-se que, em abril/2017, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas (sendo dois adultos, um adolescente e uma criança) deveria equivaler a R$ 2.619,69 – significando 2,8 vezes o salário mínimo vigente de R$ 937,00.

Horas Trabalhadas e Comprometimento da Renda

Quando se compara o custo da cesta básica de alimentos (R$ 311,83) com o salário mínimo líquido (R$ 862,04), ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional na cidade de Imperatriz, em abril/2017, teve que trabalhar 79h35min para adquirir os produtos da cesta básica de alimentos, significando um comprometimento de 36,17% de sua renda disponível nessa aquisição, restando-lhe somente 63,83% para fazer frente às demais despesas (moradia, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte).

O Gráfico 1 mostra a participação do custo da cesta básica de alimentos na jornada mensal de trabalho e o comprometimento da renda disponível na aquisição da cesta.


Esse comprometimento da renda disponível em percentual elevado (36,17%) na aquisição da alimentação básica aponta sugere uma queda na qualidade de vida do trabalhador e de sua família, constituindo um entrave ao desenvolvimento regional na cidade de Imperatriz.

Vale destacar que a cesta básica de alimentos acumula alta de 2,22% nos quatro primeiros meses do ano, enquanto o salário mínimo vigente (R$ 937,00) continua inalterado, o que se traduz em perda de poder aquisitivo para o trabalhador.

Antônio Ladeia

Notas do editor da Aldeia:
a)O economista Antônio Ladeia, autor do artigo, participou do programa Frederico Luiz Entrevista onde além de Seminário realizado na Devry-Facimp esclareceu sobre a pesquisa realizada mês a mês que resulta nos números acima divulgados.



b) A pesquisa de abril desmente os críticos do ajuste do ICMS promovido pelo governador Flávio Dino para equilibrar as contas do governo. Aumento relevante algum foi registrado nos preços em relação a média nacional, ao contrário, a capital do Estado, São Luís ficou entre as cidades com menor alta nos preços da cesta básica.



Clique na imagem e siga para artigo do editor da Aldeia

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger