Festimóveis: até domingo, escolha casa ou AP

Governador participa da Festimóveis e reforça apoio às ações de dinamização da economia

O governador Flávio Dino participou da abertura de mais uma edição do Festimóveis – feira que conta com uma oferta de mais de 60 empreendimentos novos e usados e prevê geração de R$ 300 milhões em negócios –, na manhã desta sexta-feira (16), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana. O evento é uma realização do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA) com apoio do Governo do Estado, Prefeitura de São Luís, Governo Federal, Fiema, Sebrae-MA, Caixa e Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Maranhão (Ademi-MA).

O Festimóveis ficará aberto ao público até o próximo domingo (18), das 9h às 21h, com a oferta de empreendimentos a preços mais competitivos. O feirão tem participação de diversas construtoras e imobiliárias e oferece mais de 60 opções em casas e apartamentos, novos e usados, para servidores estaduais e público em geral.

Durante sua passagem pelo evento, o governador Flávio Dino visitou todos os estandes das dezenas de empresas do setor imobiliário e das construtoras, conversou com empresários e garantiu a continuidade do apoio do Governo do Estado para a dinamização dos negócios do Maranhão. “Fiz questão de vestir a camisa, literalmente, para mostrar o meu nível de comprometimento com a realização desses eventos que são importantes para aquecer o nosso mercado”, destacou.


Para o governador, é preciso unir forças no atual quadro de recessão econômica do país que impacta o ciclo de circulação de riquezas. “Precisamos juntar forças no nosso estado. É o que temos feito. Usando bem os recursos públicos e animando, estimulando, iniciativas do setor privado. E o Festimóveis se insere nesse conjunto”, reiterou Flávio Dino.

O presidente do Sinduscon-MA, Fábio Nahuz, realçou que o apoio do Governo do Estado na realização de um evento como esse é fundamental para incentivar a economia maranhense. “O governador Flávio Dino nos deu toda a estrutura e participou da divulgação. Isso mostra um novo tempo de incentivo a nossa indústria, que é muito forte no Maranhão, que gera muito emprego e muita renda. E nós tivemos dele todo o incentivo do Governo do Estado. É muito importante fomentar esse setor da indústria”, destacou.

De acordo com Nahuz, o feirão é uma boa oportunidade para a aquisição de imóveis a preços melhores, sobretudo no atual momento da economia brasileira. “Nós estamos com 27 empresas e 68 empreendimentos. A gente tem a expectativa de vender dois mil imóveis e passar dos R$ 300 milhões de vendas até domingo”, sublinhou o presidente do Sinduscon.



Para o presidente da Fiema, Edilson Baldez, a participação do Governo do Estado está sendo importante não só com eventos como o Festimóveis, mas também pela estrutura ofertada pelo poder público, como os sistemas de abastecimento de água, esgoto e asfaltamento de vias. “O governador Flávio Dino dá essa demonstração de apoio a esse grande evento, onde os construtores estão vendendo seus imóveis, porque nós temos um déficit habitacional muito grande e a gente procura diminuir esse déficit construindo, empregando pessoas e gerando riqueza”, sublinhou.

Políticas contra a crise

Flávio Dino afirmou que hoje o Governo tem uma série de políticas voltadas para que os efeitos da crise econômica nacional sejam amenizados. “Todos os eventos empresariais realizados, não só em São Luís, mas em todas as cidades e todas as regiões, com empresários urbanos e rurais, tem o apoio do Governo do Maranhão. E essa Feira é um exemplo dessa parceria bem sucedida entre o Governo e o setor privado”, ressaltou.

Além do apoio, o Governo do Estado possui iniciativas que visam ajudar o setor de comércio e serviços, a exemplo do Mais Empregos, que dá benefício fiscal e financeiro para novos empregos gerados; o Cheque Minha Casa, que visa possibilitar que famílias que tenham renda de até um salário mínimo possam comprar material de construção para reforçar suas casas; o Bolsa Escola, que todo começo de ano garante que as papelarias e livrarias, consigam vender entre R$ 50 e R$ 60 milhões de material escolar a partir do benefício que é concedido pelo Governo do Maranhão há mais de um milhão de crianças.

“Essas políticas, somadas ao fato de nós mantermos os salários em dia [dos servidores públicos estaduais], hoje é um feito, uma conquista. Tudo isso mostra a nossa preocupação de que os recursos públicos possam ajudar as vendas, o ciclo econômico, o fluxo econômico, a circulação de riquezas nesse momento de recessão nacional”, declarou o governador.

Agência de Notícias Maranhão

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger