TV Mirante está tonta com as contas do Maranhão, a gente desenha...

Hoje de manhã, no Bom Dia Mirante, a televisão disse que não entendeu o posicionamento do governador Flávio Dino sobre as contas públicas do Maranhão, então, resolvemos desenhar! (Frederico Luiz, editor da Aldeia)

Maranhão dá exemplo de responsabilidade fiscal, diz secretário da Fazenda

Contas em ordem, pagamentos antecipados, investimentos crescentes e a segunda melhor situação fiscal do país. Tudo isso em apenas dois anos e meio após o atual governo ter herdado um caixa quase vazio e dívidas volumosas. A solução foi cortar despesas e equilibrar o caixa, sem abrir mão de ampliar os serviços públicos. “O Maranhão dá exemplo de responsabilidade fiscal”, diz o secretário de Estado da Fazenda, Marcellus Ribeiro, em entrevista à Nova 1290 Timbira.

“Recebemos poucos recursos em caixa, insuficientes para pagar até mesmo a conta de energia elétrica. Mas foram adotadas várias medidas, que começaram a surtir efeito”, afirma.

O secretário ressalta que as dificuldades foram ainda maiores por causa da crise econômica pela qual o Brasil passa. Somente em 2015 e 2016, por exemplo, mais de R$ 1,2 bilhão de transferências da União – asseguradas pela Constituição – deixaram de ser repassadas para o Maranhão.

“Mas terminamos o ano de 2016 como o segundo estado com melhor situação fiscal do país, mantendo o nível de investimentos elevados. Isso nos deixa otimistas em relação ao futuro”, acrescenta Marcellus, referindo-se a um estudo da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) sobre as contas públicas estaduais.

Modelo acertado

O secretário lembra que há muitos estados mais ricos que o Maranhão em situação de penúria fiscal. “Estão praticamente quebrados, sem condição de pagar sequer a folha de seus funcionários. No nosso caso, conseguimos atravessar bem 2015 e 2016. A previsão até o fim do ano é de equilíbrio”, diz, ressalvando sempre que a crise financeira nacional impede qualquer tipo de previsão consolidada.

Aldeia TV recomenda leitura:
Ajuste do ICMS provoca aumento dos preços. Pode isso, Arnaldo?
Boletim de Conjuntura mostra como ações do governo protegem o Maranhão

Marcellus cita o terceiro mês seguido de empregos com carteira assinada no Maranhão como outro exemplo de acerto no modelo de crescimento adotado pelo governo estadual. Em julho, o estado teve o segundo melhor desempenho do Nordeste.

“Parte significativa desses três meses seguidos de crescimento de emprego é decorrente dos investimentos públicos”, afirma. A Construção Civil puxou as vagas em julho. O setor é impactado positivamente pelas 890 obras tocadas pelo Governo do Maranhão. “Não fosse isso, não sei como estaríamos hoje no estado”, diz o secretário.

Rodrigo MIotto, Agência de Notícias Maranhão

Secretário de Estado da Fazenda, Marcellus Ribeiro

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger