Globo mata e pede desculpas. Patético!

Altamiro Borges

A retrospectiva da TV Globo sobre os seus 50 anos de existência é patética! Lembra o assassino que mata e depois pede, candidamente, desculpa pelo crime cometido! Na terça-feira (21), no segundo capítulo da série comemorativa do ‘Jornal Nacional’, a emissora admitiu pela primeira vez que “errou” na cobertura da campanha das Diretas-Já, que teve papel decisivo para o fim da ditadura. Já na noite seguinte, o famoso ‘JN’ fez um mea-culpa sobre a edição criminosa do debate entre Lula e Collor nas eleições de 1989.

No ano passado, a famiglia Marinho – proprietária do império global – também havia feito uma autocrítica matreira sobre a sua participação no golpe militar de 1964. A sociedade, vítima destas e de tantas outras manipulações, absolverá a criminosa Rede Globo?

William Bonner

Todas estas autocríticas são oportunistas e marotas. No caso da jornada pelas Diretas-Já, o apresentador William Bonner até tentou disfarçar o boicote da TV Globo à massiva mobilização da sociedade. Disse que a cobertura do comício de 25 de janeiro de 1984, que a emissora noticiou como se fosse “um dia de festa em São Paulo”, foi apenas um “erro” de edição: “Essa reportagem provocou muita polêmica ao longo de muitos anos porque, embora ela falasse do comício das Diretas, o texto que introduzia a reportagem não falava em comício pelas Diretas”. O serviçal da famiglia Marinho não explicou, porém, porque a Rede Globo apoiou a ditadura até os seus últimos dias e tentou, sempre, boicotar as lutas pela redemocratização do país – e não apenas o comício paulista.

Já no falso mea-culpa sobre a edição do debate Lula-Collor, o mesmo William Bonner tentou vender a imagem de que a emissora não apoiou o “caçador de marajás” – criado e alavancado pela emissora durante toda a campanha presidencial de 1989. Novamente, o porta-voz do império afirmou que a TV Globo foi mal interpretada na cobertura daquela eleição. “Um debate entre candidatos é um confronto de ideias que precisa ser visto no todo... Resumir, como se faz em um jogo de futebol, com os melhores momentos, que foi a ideia na época, é um risco enorme”. Haja cinismo! Depois, a direção da emissora e alguns dos seus profissionais capachos – que chamam patrão de companheiro – ficam magoados quando o povo nas ruas grita: “O povo não é bobo. Fora Rede Globo”.

Já que a TV Globo está confessando – por meras razões oportunistas e mercadológicas – os crimes cometidos nestes 50 anos de vida, reproduzo abaixo um texto escrito em 2010, quando a emissora completou 45 anos. A lista de crimes é enorme. O ‘JN’ precisará de mais tempo para sua penitência:

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger