Relações Internacionais: Cuba e EUA

Cubaminrex

Havana, Cuba. Em 31 de março de 2015 teve lugar uma primeira reunião entre delegações dos Estados Unidos e Cuba em matéria de direitos humanos, tal como foi proposto por Cuba, em julho de 2014, e aceito pelos EUA em janeiro deste ano.

O vice-secretário adjunto para Democracia, os Direitos Humanos e Trabalho, do Departamento de Estado dos EUA Tomasz Malinowski; e o diretor-geral adjunto para os Assuntos Multilaterais e Direito Internacional, do Ministério das Relações Exteriores de Cuba, Pedro Luis Pedroso Cuesta, presidiram as respectivas delegações, que trocaram opiniões em um clima respeitoso e profissional.

Pedro Luis Pedroso Cuesta
Pedro Luis Pedroso Cuesta liderou a representação de Cuba nas negociações com os EUA
Os representantes cubanos expressaram seu interesse de que este diálogo possa contribuir para um tratamento eficaz e não discriminatório da questão dos direitos humanos e no pleno respeito à igualdade soberana, a independência e a não ingerência nos assuntos internos das partes.

Da mesma forma, a delegação cubana enfatizou na necessidade de se observar um equilíbrio adequado entre as questões em matéria de direitos civis e políticos e os direitos econômicos, sociais e culturais.

A delegação cubana transferiu as suas profundas preocupações em relação com a garantia e proteção dos direitos humanos nos EUA. No particular, enfatizou sua preocupação com a intensificação da brutalidade e abuso policial, com um padrão de discriminação e restrições no exercício dos direitos dos trabalhadores e as liberdades sindicais reconhecidas internacionalmente.

Ainda, Cuba sublinhou as violações dos direitos humanos na chamada luta contra o terrorismo, incluindo a tortura, execuções extrajudiciais com o emprego de drones e a espionagem e a vigilância extraterritorial.

Delegação Cubana
Delegação cubana nas negociações com os Estados Unidos
Consciente das profundas diferenças com o governo dos EUA no âmbito dos sistemas políticos, a democracia, os direitos humanos e o direito internacional, Cuba ratificou sua vontade invariável de que ambos os países possam interagir de forma civilizada, no reconhecimento e respeito de suas diferenças, bem como a vontade de tratar com os EUA qualquer assunto, dentro de um quadro de igualdade, respeito e reciprocidade.

Nota do editor da Aldeia: Mais sobre Cuba em vídeo, inclui o sistema eleitoral da Ilha.

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger