Convenção de Solidariedade Brasil-Cuba

A deputada Isaura Lemos, presidenta estadual do PCdoB em Goiás e a vereadora Tatiana Lemos (PCdoB) receberam, na manhã desta quinta-feira, 21, durante audiência pública, representantes do Comitê Goiano de Solidariedade Brasil-Cuba, para discutir, entre outras questões, a 22ª Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba, que será realizada entre os dias 4 e 6 de junho, em Recife (PE). A audiência pública foi realizada no Auditório Solon Amaral da Assembleia Legislativa e contou com a participação do primeiro secretário da Embaixada de Cuba, José M. Leyva Ventura, e de vários médicos cubanos que trabalham pelo programa Mais Médicos, em Goiás.

Dentre outros assuntos, o intuito do evento foi o de formar uma delegação goiana para participar da Convenção Nacional, na qual serão debatidos os seguintes temas: 22ª Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba – Pelo fim do bloqueio dos EUA contra Cuba; Comemorando a libertação dos Cinco Heróis, Organização de brigadas e o fortalecimento das ações de intercâmbio com Cuba, com a participação das entidades de solidariedade dos diferentes Estados.

Esta é a terceira edição da audiência pública do Comitê na Assembleia Legislativa. Isaura evidenciou a importância do evento. “Estamos vivendo um momento inédito para o povo cubano. Estamos comemorando a retomada do desenvolvimento daquele país.”

A parlamentar destacou Cuba como celeiro de formação de médicos e, segundo ela, é um país com grande potencial de desenvolvimento, mas que, por décadas, sofreu um bloqueio econômico dos EUA.

José Leyva, primeiro secretário da Embaixada de Cuba, explicou que a 22ª Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba é uma comemoração à libertação dos Cinco Heróis cubanos que estavam em cárcere nos EUA desde 1998. Em dezembro de 2014 os Estados Unidos da América anunciaram, depois de 16 anos, a liberdade dos “Cinco Heróis Cubanos”. Dos cinco cubanos, três haviam sido condenados à prisão perpétua. Os outros dois, condenados a mais de 20 anos de prisão. “Mas graças à solidariedade mundial e ao povo brasileiro, conseguimos que eles fossem libertados”, disse.

Gerardo Hernández, René González, Tony Guerrero, Fernando González e Ramón Labañino eram agentes do serviço secreto de Cuba infiltrados nos Estados Unidos para prevenir ações terroristas deste país contra Cuba. Os cinco faziam parte de uma complexa operação batizada como Rede Vespa. Instalados na Flórida e disfarçados de desertores do regime cubano, o esquadrão de 14 integrantes tinha a tarefa de munir Havana com informações sobre as organizações terroristas anticastristas que operavam no país.

Para Leyva, o momento é de comemoração. “Apesar de o embargo não ter acabado por completo, as relações entre Cuba e Estados Unidos estão num momento melhor, embora ainda estejam no início. Por muitos anos sofremos agressões, mas temos que seguir lutando pelo fim do bloqueio”, declara.

Brasil-Cuba

Democrático e guerreiro

Bruno Pena, o presidente do PCdoB da Região Metropolitana de Goiânia, falou da oportunidade que teve de conhecer Cuba, em 2013. “Trata-se de um país bastante perseguido e hostilizado. Porém, segue com muita coragem e bravura de resistir diante das agruras”, afirmou. “Cuba é um país democrático, bravo, guerreiro, luta contra o imperialismo norte-americano para manter sua independência e autonomia”, acrescentou.

A secretária municipal de Goiânia para Assuntos de Mulheres, Teresa Sousa, também falou de sua experiência ao visitar Cuba na semana passada. “Conhecer Cuba é uma experiência que todos devem ter sob a perspectiva de estar perto do povo, de andar nas ruas”, disse. “E devemos defender no Brasil a nossa solidariedade a Cuba.”

José Ventura
Primeiro secretário da Embaixada de Cuba, José M. Leyva Ventura

Grande herói

O professor de História da UFG, Eugênio Rezende, pesquisador das ideias e identidades latino-americanas, falou sobre o cubano José Martí, líder político-revolucionário e grande herói da pátria cubana. Segundo o professor, o legado das ações e das ideias martianas para a história futura de Cuba, incluindo a história cubana pós-1959, foi decisivo, especialmente seu pensamento independentista, anticolonialista e anti-imperialista, bem como sua reivindicação da unidade do que ele chamou de Nuestra América, em torno dos princípios fundamentais da liberdade, do humanismo, da justiça social e da dignidade humana.

“Portanto, exatamente nesta semana em que comemoramos os 120 anos da morte de Martí em combate, talvez seja importante recuperar um pouco do legado de suas ideias, particularmente em relação aquele que é o tema central que motiva nosso evento aqui hoje, a questão do bloqueio estadunidense contra Cuba”, disse. Rezende também é autor da obra América para la humanidad, o Americanismo Universalista de José Martí, da editora Anita Garibaldi, traduzida para o espanhol pela Fundação Maurício Grabois.

A vereadora Tatiana Lemos ressaltou que o grande objetivo da audiência pública é o de entender Cuba e o porquê dessa solidariedade. “Quando se descobre Cuba, sabemos os verdadeiros valores e princípios das pessoas. Lá, gente é respeitada como gente. Cuba é um país apaixonante pelo seu povo consciente de sua luta e de seus princípios”, destacou a vereadora.

O médico Usuais Denis Solis Avilg, que está em Cesarina (GO) pelo programa Mais Médicos, deu uma aula de solidariedade cubana durante seu depoimento na audiência pública. Falou sobre a importância de se doar como médico às pessoas que necessitam dos serviços de saúde, não importando as condições em que trabalho. Deixou claro que está sempre disposto a servir as pessoas, seja onde estiver.

Compuseram a mesa a deputada Isaura Lemos; a vereadora Tatiana Lemos; o primeiro secretário da Embaixada de Cuba, José Leyva; a secretária municipal de Goiânia para Assuntos de Mulheres, Teresa Sousa; o presidente do PCdoB da Região Metropolitana de Goiânia, advogado Bruno Pena; e o professor de história da Universidade Federal de Goiás (UFG), Eugênio Rezende.

Além do apoio da deputada Isaura e da vereadora Tatiana Lemos, o evento também teve como apoiadores entidades como CUT-Goiás, CTB, UJS, Fetaeg, Fundação Maurício Grabois, UBM, Centro Popular da Mulher, UEE-Goiás, UJC, Conam, CebraPaz, MST, UGES, UBES, SINT-IFESgo, UNE, PCdoB, PCB, PDT, PT e PSol.

Grabois.org.br

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger