Raimundo Primeiro: Uma equipe destemida!

Raimundo Primeiro

Foi emocionante ir ao Frei Epifânio e assistir, de perto, à vitória do Imperatriz por 3 a 1 perante do Sampaio Corrêa, tradicional time do futebol maranhense.

Não estou arrependido, ou seja, todos os esforços valeram à pena. Não foram em vão. Apesar da gripe que principiava [e chovia no estádio], os esforços empreendidos foram recompensados pela conquista, em casa, do título estadual 2015.

Vale ressaltar, trazer a baila, a propósito dos comentários, que o passo mais importante para virarmos a página de qualquer período mais crítico, complicado, efetivamente emaranhado, é o repensar do que estamos fazendo, projetando um futuro melhor, apesar das adversidades vislumbradas [ou surgidas ao longo da jornada], não nos esmorecendo.

E foi justamente isso o que aconteceu com a equipe cavalina. Assumiu Buzuca. Na presidência, no comando do time, com a batuta na mão, prospectou mudanças. Replanejou e formou, desse modo, um novo time, pensando, obviamente, em melhorias.

Saíram e entraram jogadores. Técnico, idem. Veio o Vinícius Saldanha, que assumiu uma equipe afundada em crise, sob diversos aspectos, mas, que, com o seu jeito, tal como um marinheiro no comando da nau, adentra o mar, em missão, com um objetivo específico, seja ele qual for. A meta é vencer. Não temer desafios, romper fronteiras, perpassando obstáculos.

Foi preciso contar com o apoio de cada um dos torcedores, que, creio, nunca desistiram. Ou seja, apesar das tempestades, sempre pensaram e almejaram bonança. Calmaria. Um novo tempo para o Cavalo de Aço, o nosso mais querido e quase carcomido time. A coisa esteve efetivamente ruim pras bandas do Imperatriz!

Mas todos foram à luta. O momento foi de união para assegurar cada vez mais conquistas para os torcedores imperatrizenses. O compromisso de restituir a força que sempre caracterizou o plantel, a Diretoria e, sobretudo, a torcida, predominou.

O Imperatriz correu atrás do prejuízo. Assim, auferiu resultados positivos. Foi conquistando gradualmente o seu espaço e o seu prestígio. No primeiro jogo, em São Luís, perdeu por 2 a 1. Mas continuou. Não se curvou ante as dificuldades surgidas no seu caminho. Tampouco os jogadores baixaram a cabeça. Treinaram, seguiram as instruções do professor/treinador. Vinícius Saldanha continuou com o seu jeito, com a sua marca, orientando a equipe.

Mas, confesso: fiquei deveras apreensivo durante o jogo, principalmente durante a metade do segundo tempo. O conforto veio, claro, após o segundo gol, de pênalti. Mas o roer de unhas permaneceu por alguns minutos. Com o terceiro gol, no entanto, fiquei em paz comigo mesmo, lá no meu interior, pois já pressentia que sairíamos vitoriosos. Como aconteceu!

Valeu, Cavalo de Aço!

O Imperatriz, tal qual a Fênix, ressurgiu das cinzas. E conquistou, em solo nosso, o título estadual de 2015.

Uma feliz e abençoada semana a todos!

Jornalista Raimundo Primeiro escreve sobra a conquista do Imperatriz

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger