Seleção Futebol Interior da 16ª rodada - Série A

Poucas rodadas foram tão divertidas e de mudanças como a 16ª o Brasileirão. Diferente de outras, ela começou na quarta-feira, com jogos dos primeiros colocados - Atlético-MG e Corinthians - e só foi terminar no domingo. Tiveram jogos de manhã, de tarde e noite, ou seja, todos os gostos.

Teve estreia de jogadores importante, como Ronaldinho Gaúcho e Hernane Brocador e do técnico PC Gusmão no Joinville. Além disso, o G4 teve alterações e a zona de rebaixamento seguem com os mesmos times, mas o Coritiba é o novo lanterna.

Com tanta emoção e disparidades, não foi fácil para os jornalistas do Portal Futebol Interior escolher os craques da Seleção FI do Brasileirão, mas após debates e notas, chegou-se a um consenso.

Tem goleiro paredão, técnico que joga com o time e autores de golaços. Além disso, a defesa é formada inteiramente por jogadores de baixa idade.

Confira a Seleção da 16ª rodada escolhida pelos jornalistas do Portal Futebol Interior:
  • Goleiro: Alisson (Internacional)
  • Zaga: Sueliton (Figueirense), Vilches (Atlético-PR), Guti (Joinville) e Renê (Sport)
  • Meio Campo: Elias (Corinthians), Liniker (Goiás) e Lucas Lima (Santos)
  • Ataque: Marcos Júnior (Fluminense), Erik (Goiás) e Lucas Pratto (Atlético-MG)
  • Técnico: Argel Fucks (Figueirense)
Goleiro: Alisson (Internacional)
O Internacional escapou da derrota no Beira-Rio muito pela grande atuação de Alisson. O goleiro pegou tudo, fez duas importantes defesas e operou um milagre, ao segurar um arremate de Tiago Luís à queima-roupa. Danilo, da Chapecoense, também foi bem e merece destaque no empate por 0 a 0 entre as equipes.

Lateral-direito: Sueliton (Figueirense)
Entrou “numa gelada” para substituir ao titular Leandro Silva. E deu conta do recado depois de receber aquela moral do técnico Argel Fucks. De seus pés saíram dois dos três gols do time catarinense sobre a Ponte Preta. No primeiro ele cruzou, a defesa rebateu e Rafael Bastos, também de cabeça, ajeitou para o chute de bate-pronto de João Vitor. No terceiro gol disparou pelo lado direito e cruzou para trás. Clayton deu de calcanhar para o oportunista Dudu completar.

Zagueiro: Vilches (Atlético-PR)
O zagueiro chileno foi um verdadeiro monstro na vitória do Furacão, por 1 a 0, sobre o palmeiras, em plena Arena Palmeiras. O defensor fez desarmes precisos, tanto por baixo, como por cima e deixou o campo com a ira da torcida palmeirense por ter parado o ataque do Verdão.

Zagueiro: Guti (Joinville)
O jovem defensor do Joinville segue no elenco campeão da Série B do ano passado e continua fazendo boas apresentações. Foi o melhor em campo na vitória por 2 a 0 no clássico contra o Avaí e mostrou ao novo técnico, PC Gusmão, que pode ser titular do Coelho na sequência do Brasileirão.

Lateral-esquerdo: Renê (Sport)
Muito elogiado desde o início do Brasileirão, Renê em breve deve estar em algum time do eixo Rio-São Paulo pelas suas apresentações. É peça crucial no esquema tático de Eduardo Baptista e marcou muito as subidas do Cruzeiro ao ataque neste domingo.

Volante: Elias (Corinthians)
O volante do Timão e da Seleção Brasileira é o relógio no meio-campo corintiano. Muito bom no desarme, ele também ajuda o ataque, iniciando as jogadas. Contra o Vasco, só faltou fazer chover, ganhando todos os lances.

Meia: Liniker (Goiás)
A revelação do Goiás marcou um belo gol contra o Coritiba e parece crescer a cada partida. O grande problema do time esmeraldino é justamente a falta de experiência de seu elenco, que daqui a pouco pode dar mais trabalho.

Meia: Lucas Lima (Santos)
O maestro santista marcou um gol de placa no Maracanã e mostrou aos flamenguistas como é bom ter um camisa 10. É verdade que está difícil para o Peixe manter o craque em seu elenco, mas todo esforço é válido, porque sem ele, o time da baixada não rende o mesmo e o empate por 2 a 2 com o Mengão mostrou isso.

Atacante: Marcos Júnior (Fluminense)
Outra vez foi decisivo para o Tricolor das Laranjeiras vencer e entrar no G4 – zona de classificação à Copa Libertadores da América. A exemplo do que aconteceu nos jogos anteriores ele decidiu e marcou o gol da vitória, por 1 a 0, sobre o Grêmio, passando com facilidade pelo goleiro gremista e empurrando a bola para as redes. E ainda recebeu muitos abraços entusiasmados da estrela Ronaldinho Gaúcho que estreou de forma discreta.

Atacante: Erik (Goiás)
A grande revelação do Goiás nos últimos anos está jogando muito melhor do que o restante do time. Ele se esforçou e correu muito contra o Coritiba. Não marcou o seu, mas deixou o gramado com a sensação de dever cumprido.

Atacante: Lucas Pratto (Atlético-MG)
O argentino colocou o São Paulo no prato, sem nenhum trocadilho. O artilheiro do Galo foi o primeiro a fazer três gols em um jogo só no Brasileirão deste ano e abriu a 16ª rodada garantindo o time mineiro na liderança da competição. Balançando as redes três vezes, Pratto não foi apenas merecedor da seleção FI, mas leva o prêmio de melhor da rodada.
Argel Fucks
Argel Fucks exige garra e vontade dos seus atletas
Técnico: Argel Fucks (Figueirense)
Ele entrou em campo com o Figueirense pressionado pro um bom resultado diante da Ponte Preta. Mais do que vencer por 3 a 1, o Figueira teve uma grande atuação, bem ao estilo Argel Fucks. Garra, vontade e determinação não faltou, provando que no futebol um time pode ser o espelho do comandante. A cada partida, Argel se torna mais ídolo da torcida do Furacão e não é por menos.

Mais dois técnicos merecem um destaque nesta 16ª rodada. PC Gusmão estreou com vitória no clássico do Joinville contra o Avaí e Milton Mendes trouxe o Atlético-PR de volta ao G4 derrotando o Palmeiras, pelo menos até às 18h30min quando o Sport Club do Recife retornou ao quarto lugar, conquistado na 15ª rodada, ao empatar com Cruzeiro em 0 x 0.

Classificação após a 16ª rodada:

AFI

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger