Começou a capacitação: Você, poliglota

Duas décadas e cinco anos dedicados ao artesanato no Centro Histórico de São Luís. A vida das artesãs, Lúcia Franco, 59 anos, e Rosângela Santiago, 55 anos, ambas comerciantes de produtos artesanais, ganhou mais um ponto em comum. Agora elas são colegas de turma do curso de língua inglesa oferecido pela Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), e pelo Instituto Federal do Maranhão, por meio do projeto Casa das Línguas.


Cerca de 60 alunos, todos comerciantes da área do Centro Histórico, serão contemplados com aulas até dezembro de inglês, francês e espanhol. Para a professora Vírginia Freire, do setor de Relacionamento Internacional do Ifma, a parceria é oportuna para qualificar essas profissionais do Centro Histórico. "É um trabalho voluntário dos professores de Línguas do Ifma e que pode se estender para outras áreas e campus", disse.

A secretária Municipal de Turismo, Socorro Araújo, enfatizou que toda a capacitação é essencial, mas o foco em língua estrangeira é determinante para ampliação e garantia dos negócios. "Não importa o tamanho do investimento; pequeno, médio ou grande na atividade de receber, negociar e atender aos visitantes, o empreendedor sempre terá contato direto ou indireto com o idioma", enfatizou.

Receber, compreender, satisfazer bem o visitante é uma ferramenta do atendimento com qualidade. Para a artesã Lúcia Franco, que há 23 anos trabalha com a comercialização de produtos variados do artesanato maranhense, entender o visitante estrangeiro será um diferencial a mais e também a garantia da venda. "De uma maneira geral, já temos outras dificuldades com o próprio reconhecimento da profissão e quando você é contemplado com cursos de capacitação como esse, organizado por instituições públicas, nos orgulha e nos incentiva a continuar, pois, nos qualifica ainda mais para atuarmos no mercado", disse.

Para a professora de espanhol, Elizabeth Correa, o aprendizado no curso permitirá que os artesãos atuem de forma mais profissional. "Isso ajudará a cidade a construir uma cultura do atendimento de excelência, podendo ser referência no aspecto futuramente", comentou.

A artesã Rosângela Santiago, que há 28 anos trabalha com acessórios do reggae, a qualificação chega em boa hora. "O cenário econômico está ainda mais favorável para que os estrangeiros conheçam o país, no entanto, a visita somente trará impacto no meu negócio se eu compreender o que eles querem", disse.

Carolina Nahuz

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger