Renan põe nitrogênio líquido no impeachment de Dilma



No mesmo dia em que o STF (Supremo Tribunal Federal) conferiu maior poder ao Senado para decidir sobre a instauração do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que não avançará no Congresso pedido de afastamento que não tenha "sequer uma franja" que caracterize crime de responsabilidade.

O recado do peemedebista foi transmitido na última quinta (17) a um grupo de intelectuais e artistas que foram pedir uma "condução justa" do Senado no julgamento do impeachment da presidente Dilma, caso o processo seja levado aos senadores.

"O que não é constitucional, os senhores têm absoluta razão, é você botar para andar processo de impeachment cuja a caracterização do crime de responsabilidade não existe, não tem sequer uma franja, um indício, uma evidência, uma prova, nada", afirmou o peemedebista, em gravação do encontro divulgada na internet.

"O meu papel como presidente do Senado é sobretudo de garantir a democracia. Não tenho nenhuma dúvida disso. Em todos os momentos, de maiores e menores dificuldades, somar esforços nessa direção", completou. Não fica claro, na gravação, se ele está falando em tese sobre seu papel constitucional ou se está se referindo especificamente ao caso contra a presidente Dilma. Procurada, a assessoria de Renan não comentou.

(...)

Nota da Redação. Texto acima é da Falha de São Paulo. Uma ducha fria até mesmo para o jornal dos Frias.

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger