Jaracati enfrenta Aedes aegypti

Visitas domiciliares com orientações preventivas sobre o armazenamento correto da água e a lavagem adequada de recipientes foram as principais atividades da ação social de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) em parceria com o Curso de Jornalismo do Uniceuma, na manhã deste domingo (16), no bairro Jaracati. A ação foi coordenada pela Secretaria Adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde.

Mais de vinte casas foram visitadas pelos profissionais da SES, que verificaram as condições de caixas d’água, poços e tanques, e ainda distribuíram material educativo sobre doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Para a criançada, um torneio de futebol foi realizado logo no início da manhã, além de atividades de leitura e dança.
Cleonice Silva recebeu agente de saúde em sua residência. Foto: Francisco Campos
Cleonice Silva recebeu agente de saúde em sua residência. Foto: Francisco Campos
A coordenadora do Programa Estadual de Controle da Dengue da SES, Joseneide Matos, destacou a importância de ações como esta para redução dos casos de dengue na capital. “É importante irmos de casa em casa, fornecendo informação direta ao morador e também conhecendo a situação de armazenamento de água das casas da capital. Fazemos visitas constantes, pois o cidadão precisa nos ajudar nessa luta”, afirmou.

O estudante do segundo período de Jornalismo, Alessandro Silva, avalia a presença da comunidade acadêmica como um estreitamento de laços entre o que é aprendido em sala de aula e a realidade da comunidade. “Aqui podemos ver o que de fato acontece fora dos livros. Como estudante de Jornalismo, considero as ações de saúde aliadas à presença de não só estudantes de comunicação, mas de outras áreas acadêmicas, um aprendizado valioso que não adquirimos dentro de uma sala fechada”, afirmou Alessandro.

A moradora Clenice Sousa vibrou ao receber a visita de agentes de saúde. “Nunca nenhum agente entrou na minha casa, apesar de sempre eu me manter vigilante contra o mosquito. Agora sim, recebi orientações certas e aprendi o jeito correto de eliminar as garrafas pets da minha casa”, disse a dona de casa.

O pedreiro José de Ribamar Fonseca se surpreendeu com a informação de que precisa cobrir a caixa d’ água. “Não sabia que tinha de ficar coberta. Amanhã vou providenciar uma tampa para minha caixa, não quero ficar doente. Meu sobrinho pegou dengue e ficou muito ruim”, contou.

A criançada não ficou de fora da ação social. Dois momentos foram dedicados a elas: leitura de clássicos infantis e dança, atividades que ocorreram paralelamente ao trabalho dos agentes. A pequena Laís Raquel Sousa adorou a manhã de domingo. “Foi legal e diferente. A moça leu uns livros que não sabia que existiam. Também brinquei e dancei”.

O estudante Alessandro comandou a sala de leitura e também aproveitou para explicar os cuidados essenciais de combate ao mosquito transmissor da dengue, Chikungunya e Zika vírus. “Consegui passar um pouco de alegria e conhecimento a essas crianças. Aprendi com elas a importância do sorriso e elas também aprenderam algo comigo, tenho certeza disso”, afirmou.

Vanessa Moreira, Agência de Notícias Maranhão

#...#

Disqus Comments


© 2017 Aldeia Global TV - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger